• factor-kline

O Crescimento de Produtos Biológicos Será Atrapalhado Pelo COVID-19?


Determinar como a pandemia global afetará o cenário de suas indústrias é agora a questão central de todas as empresas. Na última década, a indústria agroquímica vem experimentando um boom no uso de ingredientes biológicos para biopesticidas, bem como nos mercados de bioestimulantes e biofertilizantes. Mas o que acontecerá a seguir?


Devido a várias pressões sociais, como a demanda por alimentos mais seguros e a proteção da saúde dos trabalhadores, os produtos químicos usados na produção agrícola passaram a ser questionados. Mais pesquisas sobre resíduos químicos e níveis de toxicidade levaram a proibições de alguns dos principais ingredientes ativos usados para a proteção das culturas. Os neonicotinoides e alguns ingredientes organofosforados já foram retirados de consumo, enquanto o uso do herbicida glifosato continua no centro de uma fervorosa discussão no setor. Os ingredientes biológicos são a escolha natural para fechar essas lacunas do mercado, melhorando tanto a percepção quanto a confiança do consumidor.


Em nossos relatórios de inteligência competitiva, “Global Biopesticides Market” e “Global Biostimulants and the Biofertilizer Market”, analisamos a situação do setor de produtos biológicos nos principais mercados. Enquanto o mercado de biopesticidas é mais regulamentado e definido, o segmento de bioestimulantes e biofertilizantes ainda está atrasado. A maioria dos países não possui uma definição clara do aspecto biológico da saúde das plantas e a regulamentação é apenas para produtos fertilizantes e sua composição permitida de nutrientes. Como consequência, muitos bioestimulantes são categorizados sob vários nomes diferentes, como biofertilizantes, condicionadores, modificadores e melhoradores de solo, além de tônicos de plantas. Para corrigir isso e ajudar a desenvolver o setor, a Comissão da União Europeia anunciou planos para alterar a regulamentação de fertilizantes, de forma a definir claramente os produtos bioestimulantes.


Nossas projeções indicam que a indústria de bioestimulantes e biofertilizantes crescerá com um CAGR de 9,5% nos próximos cinco anos. Pela mesma análise, a indústria global de biopesticidas deve crescer com um CAGR de 9,7% no mesmo período. Ambos os segmentos de mercado antecipam alto crescimento e sinalizam uma grande mudança para a indústria agroquímica.


Ainda é muito cedo para determinar se a atual situação de pandemia afetará tais projeções, pois levará mais tempo para que todos os efeitos sejam vistos. No entanto, os principais fabricantes de agroquímicos já fizeram muitos investimentos no desenvolvimento de seus portfólios biológicos. Além disso, nos últimos cinco anos, ocorreram diversas fusões e aquisições entre empresas do setor com o objetivo de conectar recursos de pesquisa e tecnologia e desenvolver novos produtos biológicos. Após a desaceleração econômica causada pelo COVID-19, é provável que esse desenvolvimento de novos produtos possa ser desacelerado, pois as empresas buscarão reduzir investimentos arriscados.


O foco das empresas pode mudar para a promoção de portfólios de produtos atuais para aumentar ainda mais as vendas, ao invés de introduzir novos produtos, que levam tempo para conquistar a confiança dos agricultores em eficácia. No entanto, o COVID-19 destacou os benefícios de novas tecnologias, como a utilização de drones em vez de mão-de-obra agrícola, que podem impulsionar mais investimentos em sistemas agrícolas de precisão. Muitas empresas de drones já testaram e estão usando ingredientes biológicos para aplicações, o que poderia ajudar a manter a tendência de crescimento positiva.


Outro benefício que poderia favorecer os ingredientes biológicos é que, embora muitos produtos químicos precisem ser importados para todo o mundo, é perfeitamente possível para muitos países começarem a desenvolver insumos biológicos no mercado interno. Ingredientes como extratos botânicos, substâncias húmicas, fungos e bactérias têm potencial para serem desenvolvidos através dos recursos laboratoriais internos de alguns países e podem ajudar a desenvolver seu suprimento doméstico.


Nosso estudo de mercado, “Biostimulants and Biofertilizers: Global Overview of the Market and Use”, abrange dez países, 40 tipos de culturas, 150 fornecedores e mais de 100 ingredientes ativos. Além disso, inclui tecnologia, descrições de produtos, perfis de empresas, metas de safra e, o mais importante, projeções futuras para cada país e segmento de mercado coberto.


Para mais informações, entre em contato com a Factor-Kline.


Fonte: Kline&Co.

© 2016 Factor-Kline

  • LinkedIn - Black Circle
  • b-facebook