© 2016 Factor-Kline

  • LinkedIn - Black Circle
  • b-facebook
Please reload

ARTIGOS RECENTES: 

SIGA-NOS

  • LinkedIn - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle

Barbearias, o retorno da masculinidade e da tradição

 

O relatório anual da Kline   Salon Hair Care Global Series revelou que o mercado profissional de cabelos é um celeiro de novas marcas e produtos. De acordo com a mais recente versão, o estudo mostra que os produtos voltados para o público masculino têm apresentado um crescimento substancial nos últimos anos, com uma taxa de crescimento de 7% em 2015 - superior quando comparado com o mercado profissional de cuidados com o cabelo, que cresceu 4% globalmente - assim, os produtos para o segmento masculino estão contribuindo positivamente com as vendas do mercado de cuidado profissional com o cabelo.

 

O crescimento deste segmento está diretamente ligado aos conceitos exclusivos aos homens, principalmente os do setor de serviços, uma vez que as tradicionais barbearias ressurgiram em todo o mundo. O movimento da barbearia não é tão vigoroso nos principais mercados profissionais de cuidado com o cabelo, como América Latina ou América do Norte, contudo apresentam força nos países europeus. Novas barbearias foram inauguradas em toda a Europa Ocidental e no Leste Europeu e muitas delas são mais do que “salões de beleza” para homens, pois além de poder cortar o cabelo e fazer a barba é possível também oferecer serviços de beleza e bem-estar, tais como: massagens e manicure/pedicure. Alguns salões, como os da marca Aveda, no Reino Unido, estão investindo no serviço tradicional de fazer a barba, e assim atraindo o público masculino para o seu salão.

 

 Aveda Salon (Fonte da imagem: The Grooming Guru)

 

Além das barbearias individuais que estão sendo inauguradas em toda a Europa, também observamos o surgimento de novas redes e conceitos de franquia como a Barber Shop Poland, na Polônia. Existem exemplos de eventos criados em torno da tendência de barbearia, incluindo a feira comercial Barber Days ou encontros organizados para homens com barbas. Outra novidade do mercado são os distribuidores de produtos focados em barba, como a Barber Supplies, que têm uma paleta mais ampla de marcas e clientes.

 

 Barber Shop Poland (Fonte da imagem: Facebook)

 

No Brasil os serviços de “barba, cabelo e bigode” nunca mais foram os mesmos depois da invasão de barbearias especializadas em cuidados com a beleza masculina. Com uma pegada mais cool, esses novos espaços conquistaram os homens que desejam diferenciais, que vão muito além da decoração descolada. Este segmento lentamente ganhou espaço nos últimos dez anos no Brasil e em 2015 obteve um crescimento de 7,4% no segmento de produtos profissionais para cuidados com o cabelo. O segmento masculino ainda representa uma pequena parcela do mercado de produtos profissionais para o cuidado com o cabelo, mas a maioria das empresas que atuam neste segmento de mercado acredita no seu potencial de crescimento, uma vez que os homens tornam-se cada vez mais preocupados com a sua aparência e envelhecimento.

 

Todos esses elementos permitem entender o movimento e a procura da barbearia. Evidentemente o número de produtos profissionais dedicados ao mundo da barbearia também está crescendo, promovendo a venda de artigos de cuidados e estilo, bem como o de coloração de cabelo – um serviço cada vez mais popular entre os homens. Como as barbearias gostam de trabalhar com marcas exclusivas, novas marcas estão sendo lançadas no mercado, tais como a marca Barba Italiana (Itália) e marca Pan Drwal (Polônia) com produtos exclusivos para cuidados da barba (xampus, óleos e bálsamos).

 Barba Italiana                                                                Pan Drwal

 

Uma coisa é certa, as barbas voltaram ao mercado e a cultura da barbearia está sendo criada, com conceitos e marcas voltadas para o publico masculino. Acesse ao estudo global Salon Hair Care Global Series, uma série de relatórios com a cobertura de mais de 20 países em todo o mundo. Para maiores informações, entre em contato com a Factor-Kline.

 

 

 

Por Elaine Gerchon, Gerente de Projetos da Factor-Kline

Fonte: Kline & Co.

 

Please reload

CATEGORIAS: