© 2016 Factor-Kline

  • LinkedIn - Black Circle
  • b-facebook
Please reload

ARTIGOS RECENTES: 

SIGA-NOS

  • LinkedIn - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle

Regulamentações de produtos químicos de limpeza na Europa são uma preocupação para fornecedores

26.03.2018

 

O impacto de CLP e REACH em fornecedores de produtos químicos de limpeza.

 

 

Diversas regulamentações da União Europeia (UE) vêm impactando o mercado de produtos de limpeza profissional, principalmente o regulamento de Registro, Avaliação, Autorização e Restrição dos Produtos Químicos (REACH, na sigla em inglês), que tem como objetivo de melhorar a proteção à saúde humana e ao ambiente, e o de Classificação, Rotulagem e Embalagem (CLP, na sigla em inglês), adotado para comunicar claramente os perigos dos produtos químicos por meio de classificação e rotulagem. Além disso, temos o Sistema Global Harmonizado de Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos (GHS, na sigla em inglês), em vigor desde 2015, que revoga a Diretiva 67/548/EEC para classificação, embalagem e rotulagem de substâncias perigosas.
 

Outra regulamentação semelhante é o Regulamento de Produtos Biocidas, que entrou em vigor em setembro de 2013 e visa melhorar o funcionamento do mercado de biocidas na UE, garantindo simultaneamente um alto nível de proteção à população e ao meio ambiente.

 

Desta forma, o fornecedor de produtos químicos de limpeza, seja fabricante, importador, distribuidor, varejista, formulador ou reimportador, é obrigado a cumprir o regulamento CLP e classificar, rotular e acondicionar substâncias e misturas químicas em conformidade com ele. A Agência Europeia dos Produtos Químicos (ECHA) deve ser notificada sobre a classificação e rotulagem da substância ou mistura no prazo de um mês antes da sua entrada no mercado.

 

► A introdução do regulamento CLP proporciona as seguintes vantagens para a indústria de limpeza:

  • Aprimora a base científica para um acordo internacional sobre a utilização segura de produtos químicos e dá base técnica para a gestão dos produtos químicos

  • Enfatiza a atenção à saúde humana e ao meio ambiente a partir do desenvolvimento de práticas sustentáveis

  • Permite canais de comunicação internacionalmente eficazes com relação à rotulagem dos produtos para proteger trabalhadores, consumidores e o meio ambiente

 

► Entretanto, há alguns desafios que os fornecedores de produtos químicos enfrentarão devido à introdução do regulamento CLP:

  • Alguns produtos precisarão de reclassificação, causando despesas adicionais para os fabricantes

  • A simplicidade do sistema de classificação dificulta a distinção entre produtos que são relativamente seguros e produtos que são relativamente perigosos

  • Algumas substâncias são rotuladas com perigos mais severos do que antes devido à tendência de optar por uma maior segurança. A rotulagem excessivamente cautelosa também resulta em uso mais frequente de equipamentos de proteção individual e, portanto, maior custo para os usuários finais

  • Fabricantes de menor porte ficam em desvantagem, visto que podem não ter acesso aos dados e o custo para obter consultoria especializada pode ser proibitivo.

 

A pressão ambiental das autoridades da UE, aliada ao esforço de diversos fabricantes e à sensibilização de usuários finais estão reforçando a tendência de produtos químicos ecologicamente corretos e seguros. Os usuários finais estão se tornando cada vez mais sensíveis a questões ambientais e à segurança, o que tem levado a um crescimento da demanda por produtos seguros. Certos segmentos de uso final são mais afetados do que outros, com destaque especial para o setor público, devido aos Critérios Europeus de Compras Públicas Ecológicas (GPP), que promove compras politicamente corretas por órgãos públicos. Na Itália, o Ministério do Meio Ambiente adotou seus próprios GPP em 2012, os CAM (Critérios Ambientais Mínimos), que definem os critérios ambientais nos procedimentos de compra da administração pública. Estima-se que em 2014 mais de 50% das compras por autoridades públicas na Itália foram ecologicamente corretas, e espera-se que essa participação continue crescendo no futuro.

 

Saiba mais sobre o tamanho do mercado de limpeza profissional europeu, participação de segmentos de uso final, participação de fornecedores, crescimento, tendências e oportunidades com nossos dois relatórios: Janitorial Cleaning Products in Europe e Foodservice Cleaning Products Europe.

 

Para maiores informações, entre em contato com a Factor-Kline.

 

Fonte: Kline & Co.

Please reload

CATEGORIAS: