© 2016 Factor-Kline

  • LinkedIn - Black Circle
  • b-facebook
Please reload

ARTIGOS RECENTES: 

SIGA-NOS

  • LinkedIn - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle

Fatores que impulsionarão o mercado de HDMO na China até 2022

 

Estima-se que a demanda por óleo para motores pesados (HDMO) para uso em caminhões na China cresça 0,6% ao ano (CAGR) até 2022, com base no cenário mais provável do nosso recém-publicado estudo de inteligência competitiva “Heavy-Duty Motor Oil: China Channel Dynamics and Opportunities for Trucks, Buses, and Construction Vehicles”. Essa demanda será impulsionada especialmente pela extensa frota de caminhões pesados, cujo crescimento anual estimado até 2022 é de 5% a 7%.

 

Caminhões pesados ​​consomem mais HDMO, fazendo com que o consumo médio por troca de óleo também aumente.  Por outro lado, a evolução tecnológica dos motores de caminhão para atender à norma de emissão de gases prolongará os intervalos de troca de óleo (ODIs). O impacto positivo do crescimento da frota de caminhões na demanda de HDMO será amplamente compensado pela ampliação gradual dos intervalos de troca e pelo declínio da frota de ônibus. A frota de ônibus diminuirá principalmente devido à concorrência das ferrovias de alta velocidade e dos metrôs.

 

Enquanto os produtos HDMO estão se tornando cada vez mais sofisticados, com níveis de desempenho API CI, CJ e acima, além de viscosidade mais baixa, de 15W, 10W e 5W, a penetração de sintéticos no mercado de HDMO para caminhões atualmente ainda é baixa. “Como os caminhoneiros são bastante conhecedores do assunto e sensíveis ao preço, o óleo sintético ainda está nos estágios iniciais de entrada no mercado chinês”, observa Steven Zhang, gerente de projetos da Kline. No entanto, o uso de HDMO sintético em caminhões terá rápido crescimento, com uma taxa de penetração de aproximadamente 10% em 2022.

 

A frota de veículos de construção civil terá um crescimento anual de cerca de 2% a 3% nos próximos cinco anos, impulsionada principalmente pela crescente demanda das construções de infraestrutura. Os sintéticos continuarão a crescer neste segmento, mas isso não ajudará significativamente a prolongar os intervalos de troca, uma vez que a taxa de penetração dos sintéticos até 2022 será pequena. As frotas são o principal canal de vendas, respondendo por quase dois terços da demanda de HDMO para veículos de construção civil. Com os preços do óleo se tornando muito mais baixos do que em outros canais, os motoristas dos veículos de construção acabam tendo um incentivo para comprá-los online.

 

“Há uma tendência nos últimos anos de que os caminhoneiros tendam a se associar a pequenas frotas para participar de obras de construção”, observa Zhang. “Enquanto isso, eles podem desfrutar de preços mais baixos nos lubrificantes, em relação ao que pagariam se comprassem individualmente, devido ao maior volume de compras que as frotas têm. Se as frotas puderem comprar diretamente da Tmall, além de comprar dos distribuidores de lubrificantes, a tendência de pequenas frotas se estabilizará. Isso levará a um crescimento mais rápido da demanda de HDMOs nas frotas, e não junto aos caminhoneiros”.

 

O principal canal para a demanda de HDMO em caminhões e ônibus - as oficinas mecânicas independentes (IWS) - será desafiado pelo rápido crescimento do e-commerce. Como os proprietários de caminhões podem comprar HDMO a preços mais baixos pelo canal online, eles não o comprarão por meio das oficinas.

 

Espera-se uma aceleração quanto à intensificação do rigor das normas de emissões de gases na China, tendo um impacto positivo na evolução do desempenho dos lubrificantes. Normas de emissões de gases mais rigorosas ajudariam a eliminar modelos de veículos antigos que são produzidos principalmente por OEMs locais. Espera-se que o padrão de emissões de gases Euro 6 seja aplicado nacionalmente a partir de 2020 para veículos de consumo (veículos leves) e veículos comerciais (caminhões leves). Quanto aos caminhões pesados, o padrão de emissões de gases ainda está em discussão e espera-se que seja promulgado este ano.

 

Essas e outras descobertas sobre cada um dos canais e segmentos podem ser encontradas no nosso relatório de inteligência competitiva “Heavy-Duty Motor Oil: China Channel Dynamics and Opportunities for Trucks, Buses, and Construction Vehicles”. Em breve estará disponível nossa mais recente análise “Chinese lubricants market”, que examinará os lubrificantes para automóveis, os óleos industriais e os fluidos para automóveis, bem como abrangerá todos os principais perfis de fornecedores.

 

Para mais informações, entre em contato com a Factor-Kline

Fonte: Kline & Co

 

Please reload

CATEGORIAS: