Surfactantes: uma oportunidade em tempos de crise?

31.07.2020

 

Este artigo tem como objetivo abordar o impacto do COVID-19 no mercado de surfactantes, com foco em aplicações industriais.

 

Devido à crise de saúde sem precedentes do coronavírus, muitos países ao redor do mundo estabeleceram a quarentena e, quando estão reabrindo, medidas de segurança como o distanciamento social continuam sendo aplicadas. Um efeito colateral dessas medidas provavelmente será uma desaceleração econômica significativa.

 

Com bilhões de pessoas em lockdown, os padrões de consumo do consumidor mudaram significativamente. Algumas dessas mudanças poderiam fazer parte do "novo normal" que vemos chegando. Além disso, a crise econômica consequente do isolamento social trará um aumento da taxa de desemprego e menor renda disponível para muitos consumidores. Obviamente, isso afetará muitas áreas de nossas economias e indústrias. Os pensamentos dos analistas sobre a profundidade e a duração da crise que se aproxima diferem, mas todos concordam que todo o mundo será afetado e que a contração do PIB em nível global é certa.

 

Crescimento real do PIB, %

 

 Fonte: FMI, abril 2020

 

Os surfactantes são usados ​​em uma variedade de aplicações, desde detergentes e produtos de beleza até aplicações industriais, como proteção de culturas, tintas, óleo e gás. Essa variedade de aplicações pode atuar como um amortecedor de riscos para o setor quando uma crise de larga escala se aproxima.

 

Os resultados preliminares de nossa pesquisa sobre ingredientes de limpeza I&I estão mostrando um crescimento sem precedentes do consumo de produtos de limpeza doméstica. Claramente, produtos de limpeza e desinfetantes de superfícies despontam durante a fase de extrema higienização da pandemia. Detergentes para roupas e produtos para lavar louça também estão se beneficiando em nível global da crescente disposição dos consumidores de manter suas famílias limpas e reduzir o risco de infecção. Embora isso não seja uma surpresa, a verdadeira questão nesse segmento de mercado será qual parte desse consumo permanecerá após o término da crise da saúde. Além disso, o efeito positivo refletido no segmento doméstico será suficiente para compensar o impacto negativo no segmento industrial e institucional? De fato, o setor de limpeza I&I foi duramente atingido pela situação. O setor de hospitalidade foi fechado em muitos países, e as dúvidas persistem ainda em relação à recuperação. Além disso, muitas fábricas, escritórios e escolas foram fechados por semanas em vários países do mundo, reduzindo as necessidades de limpeza.

 

As implicações a longo prazo da situação atual no setor de limpeza I&I serão fundamentais para os fabricantes de surfactantes, pois quase metade do consumo global de surfactantes é proveniente de aplicações de limpeza I&I.

 

Outras aplicações importantes para os surfactantes são as relacionadas aos cuidados pessoais, que tradicionalmente são menos cíclicas do que outras aplicações e resistem melhor à recessão. Essa é uma das razões pelas quais esse segmento é atraente para fornecedores de ingredientes especializados. Há uma década, durante a crise de 2009, observamos a resiliência da indústria de cuidados pessoais, e a situação não deve ser diferente hoje.

 

Por trás dessas duas aplicações em uso final, os surfactantes são consumidos significativamente em uma variedade de aplicações industriais em uso primário. Espera-se que cada um desses aplicações siga padrões específicos nos próximos meses e o impacto do COVID-19 seja diferente de uma aplicação para outra. Por exemplo, proteção de culturas, alimentos e bebidas estão entre as necessidades básicas e são aplicações essenciais. Como as despesas dos consumidores se concentram em necessidades essenciais, esses segmentos podem ser impactados positivamente. Outras aplicações, como lubrificantes, fluidos para metais, construção e tintas e revestimentos - muito cíclicas e relacionadas ao PIB por natureza - provavelmente serão as mais afetadas a curto e longo prazo. Aplicações de uso na indústria petrolífera e na mineração também podem apresentar  as maiores reduções de demanda, já que não só o consumo de petróleo tem diminuído, mas também seu preço.

 

Impacto esperado do COVID-19 na demanda

de surfactantes em aplicações industriais

 

Esse comportamento será diferente de um país para outro e as interrupções na cadeia de suprimentos também podem ser um fator de influência. No entanto, espera-se que o consumo de surfactantes em aplicações industriais diminua significativamente entre os países abordados em nossa análise mais recente (Estados Unidos, Europa, China, Oriente Médio, Sudeste Asiático e Brasil). A contração na demanda por surfactantes em aplicações industriais nesses países deverá ficar entre 0,7% e 2,6% em 2020 em relação a 2019. A longo prazo, com base em diferentes cenários de recuperação, o CAGR 2019-2024 deverá variar de 0,8 % a 1,7%. Em nenhum desses cenários, o consumo em 2024 é projetado para atingir o nível que seria sem a pandemia, provando que as consequências do COVID-19 devem durar por um longo período de tempo. A situação atual e a incerteza relacionada são, obviamente, uma ameaça para os fornecedores de surfactantes, e a capacidade de lidar com essas ameaças será essencial nos próximos anos.

 

Consumo de volume de surfactantes

em aplicações industriais, 2019-2024

 

 

 

Nosso relatório “Industrial Surfactants: Global Market Analysis and Opportunities” concentra-se em surfactantes com aplicações industriais, que geralmente oferecem fortes oportunidades de crescimento. Eles são orientados por drivers complexos, relacionados a suas aplicações, cuja identificação é essencial para a construção de uma estratégia de negócios direcionada e bem-sucedida. O relatório foi atualizado com uma análise complementar sobre o impacto do COVID-19 nesse mercado complexo.

 

Para mais informações, entre em contato com a Factor-Kline.

 

Fonte: Kline&Co.

Please reload

SIGA-NOS

  • LinkedIn - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle

CATEGORIAS:

ARTIGOS RECENTES: 

Please reload

© 2016 Factor-Kline

  • LinkedIn - Black Circle
  • b-facebook