top of page

A Fórmula Secreta das Indies de Sucesso

As indies continuam revelando seu potencial, trazendo ao mercado conceitos únicos, histórias autênticas, soluções customizadas e ingredientes exóticos. Nos Estados Unidos, a base dessas empresas emergentes são as indies do varejo de beleza, cujas vendas devem crescer numa taxa anual composta de 14% até 2027 - o que é três vezes maior que o crescimento do mercado como um todo. Quais, então, são os fatores chave de sucesso por trás dessas marcas revolucionárias?


No estudo recém publicado Beauty Indies: Analysis of Brands to Watch, a Kline analisa 25 das marcas que mais crescem na China, na Europa e nos Estados Unidos, e que são alvos de possíveis aquisições. Já no Brasil, a Factor-Kline possui um estudo que analisa 20 empresas independentes de alto crescimento, que fazem parte do relatório “Mercado de Indie Brands de Cosméticos no Brasil: Oportunidades de Investimentos no Pós-Pandemia”, cuja brochura pode ser acessada aqui.

A seguir, apresentamos o que a maioria das indies possui em comum.


Mensagem Clara e Posicionamento


As indies ganham a confiança do consumidor por meio de autenticidade e transparência. Diversas marcas que apresentaram taxas de crescimento recorde entre 30% e 220% em 2021 são marcas motivadas por alguma causa e que fazem diferença em diversas comunidades. Por exemplo, na Espanha, a Cocunat se posiciona como uma marca de cuidados com a pele natural e sem toxinas. A Inkey List, uma marca originária do Reino Unido e com forte posicionamento nos Estados Unidos, se orgulha em facilitar o processo de cuidados com a pele de seus consumidores, por meio de produtos com descrições bem pensadas sobre os ingredientes e dicas de aplicação. Ainda, a Live Tinted, uma indie americana, focaliza o reconhecimento e acolhimento de pessoas de todos os tons de pele, culturas, e religiões, por meio de produtos de maquiagem e de cuidados com a pele.

Credibilidade Devido à Reputação do Fundador

Os fundadores são geralmente os embaixadores que promovem a marca. Todos os relacionamentos ao quais eles estão vinculados ou associados os ajudam a obter acesso a varejistas, investidores, fabricantes contratados, formuladores e muito mais. Bobbi Brown, Fundadora e CEO da Jones Road, é uma conceituada “makeup guru” - guru da maquiagem, em tradução livre do inglês - o que traz uma credibilidade imediata para sua marca. A Makeup by Mario, por sua vez, é promovida pelo Fundador Mario Dedivanovic, um dos maquiadores mais renomados do mundo, e a associação de seu nome com sua marca traz prestígio ao mercado de maquiagem. Na China, as indies são muitas vezes promovidas por cantores ou atores: a cantora Xuanyi Wu foi a primeira porta-voz para o perfume Boitown; já a atriz Ye Zhou promove a Rocking Zoo, uma marca de cuidados pessoais fundada em 2019 que registrou um aumento de 209% em 2021, acumulando mais que 60 milhões de dólares, aproximadamente.

A Estratégia Certa Para Entrar no Mercado

Boa parte das indies, quando estreiam no mercado, vendem seus produtos exclusivamente online. Na China, a marca de maquiagem BlankMe e a marca de cuidados com a pele LAN vendem online por meio de plataformas chinesas de compras, como a Tmall e a Douyin. Os produtos da PLouise, do Reino Unido, também são vendidos exclusivamente online, a fim de atingir seu público-alvo de consumidores. Nos Estados Unidos, diversas indies conseguiram colocar seus produtos nas plataformas da Ulta Beauty, que constituí marcas inovadoras e inclusivas, com uma extensa seleção de cuidados com o cabelo, cuidados com a pele, maquiagem e marcas de fragrâncias. A Ulta deu um passo adiante com o programa Sparked at the Ulta Beauty, onde indies de beleza e pequenas empresas em ascensão exibiram seus produtos para alcançar seus consumidores-alvo. Em 2021, a marca Kristin Ess passou a vender seus produtos pela Ulta Beauty, consequentemente testemunhando um aumento nas vendas.

Todas essas histórias de sucesso continuam a estimular o apetite de investidores que estão assumindo cada vez mais riscos, adquirindo indies em estágio inicial de desenvolvimento. Enquanto a vida útil média de uma marca independente de beleza de sucesso era de 20 anos em 2014, atualmente essa expectativa caiu para menos de 10 anos - ou seja, apesar do mercado ser promissor, os riscos de investimento estão aumentando cada vez mais.

Para mais informações sobre o estudo global na China, Estados Unidos e na Europa, acesse a brochura do relatório Beauty Indies: Analysis of Brands to Watch da Kline. Caso queira conhecer mais o mercado de Indie Brands no Brasil, acesse a brochura do estudo realizado pela Factor Kline, “Mercado de Indie Brands de Cosméticos no Brasil: Oportunidades de Investimentos no Pós-Pandemia”. Para mais informações sobre o relatório, inclusive sobre como obtê-lo integralmente, entre em contato com a Factor Kline:




Commentaires


VEJA NOSSAS REDES

  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Facebook - Black Circle

CATEGORIAS:

ARTIGOS RECENTES: 

bottom of page