A transformação do varejo no segmento de beleza



A pandemia teve um profundo impacto no mercado de beleza no ano passado, forçando lojas físicas a fecharem temporariamente e criando uma grande mudança para o e-commerce . Nos Estados Unidos, por exemplo , as vendas de cosméticos pela Internet cresceram cerca de 47,5% em relação a 2019 , conforme revelado pelo relatório de inteligência competitiva da Kline ,” Beauty Retailing: U.S. Channel Analysis and Opportunities”.


A pandemia acelerou de forma definitiva uma tendência que já estava em curso , com anos de aprimoramento digital acontecendo em questão de semanas e meses e até mesmo consumidores que antes resistiam às compras online se tornando usuários ativos de compras. Com isso ,prosperaram no mercado de cosméticos novos serviços , iniciativas e aplicativos , entre os quais se destacam :


- FastAF é um aplicativo ainda mais conveniente do que as compras tradicionais de e-commerce. Oferece entrega no mesmo dia em Nova York e Los Angeles para marcas de beleza premium e DTC, incluindo Le Labo, Glossier, Byredo e Drunk Elephant.


- Bluemercury focou em aulas virtuais, palestras com especialistas e dicas de compras, com alguns consumidores preferindo o novo modelo virtual ao ambiente da loja, mesmo quando as lojas presenciais reabriram.

O varejista continuou esses esforços em 2021 com eventos virtuais centrados nas tendências de saúde e bem-estar.


- A Nest, que oferece fragrâncias, aromas caseiros e cuidados pessoais, também se apoiou na estratégia digital e ofereceu uma masterclass virtual para seus clientes e associados de vendas. Isso proporcionou uma excelente oportunidade para a marca se aproximar de seus parceiros de varejo, transmitir a história do perfume por trás de suas fragrâncias e elevar a experiência de descoberta em casa.


O relatório de inteligência competitiva ” Beauty Retailing: U.S. Channel Analysis and Opportunities” da Kline analisa em detalhes o atual momento do varejo de beleza nos E.U.A e suas tendências pós-pandemia. O relatório também contém uma perspectiva para o ano de 2025 e um mergulho mais profundo nas iniciativas que esperamos que irão moldar o cenário do varejo de beleza no curto e longo prazos. Além disso, responderá a perguntas sobre por quanto tempo o varejo presencial permanecerá essencial e quando e quais canais tradicionais, como lojas especializadas e lojas de departamentos, irão se recuperar conforme os consumidores retornem a esses pontos de venda. Para uma compreensão mais aprofundada de varejistas verticalmente integrados como Bath & Body Works, o novo Retail Tracking: Monthly Monitor of U.S. Boutique Beauty Retailers dos EUA fornecerá uma atualização mensal sobre o desempenho físico desses estabelecimentos dinâmicos por meio de uma análise de dados de tráfego de pedestres do SafeGraph. Para mais informações entre em contato conosco através do site http://www.factorkline.com.br/contato ou pelo número 55 (11) 3624-8723

SIGA-NOS

  • LinkedIn - Grey Circle
  • Facebook - Grey Circle

CATEGORIAS:

ARTIGOS RECENTES: