Salon Hair Care: Análise de Mercado e Oportunidades

Os lockdowns decorrentes da pandemia do COVID-19 impactaram significativamente economias e mercados em todo o mundo, com o fechamento de diversos comércios presenciais, que tiveram que se adaptar ao comércio digital para sobreviver. Um mercado que certamente foi afetado foi o de produtos de salões de beleza, com grande parte do mercado global de cuidados com o cabelo ainda não tendo recuperado os níveis pré-pandemicos de vendas. O mercado brasileiro, em contrapartida, conseguiu superar os níveis de 2019, mesmo após uma queda aguda de 4,7% em 2020.

Em 2021, o mercado brasileiro de cuidados de cabelo em salões movimentou cerca de 1,739 milhões de reais, tendo crescido uma taxa composta anual de 8,4% desde 2016. Essa recuperação pode ser em parte atribuída aos esforços dos players em manter o contato com o consumidor via diferentes canais de comunicação: além dos tradicionais back-bar (produtos para cabelos comprados e utilizados nos salões) e take-home (consumidores compram dos salões e utilizam em casa), os produtos passaram a ser altamente fornecidos via e-commerce e via lojas físicas – incluindo farmácias, onde a disponibilização de produtos para cuidados com os cabelos aumentou. Além disso, apesar de grande parte dos consumidores ter optado por não retornar aos salões ou por realizar tratamentos e outros procedimentos por si só em suas casas, uma parte significativa deles retornou aos salões em 2021, o que corroborou para a retomada dessa parte do mercado brasileiro.

L’Oréal, Wella, Henkel, Keune e Alfaparf são as líderes do mercado brasileiro de produtos para cuidados com o cabelo no canal profissional, concentrando mais de 60% das vendas desse mercado em 2021.




Com base no ano de 2021 e projeções para a próxima década, o estudo Salon Hair Care da Kline conta com uma análise compreensiva do mercado profissional de cuidados com o cabelo, focando no tamanho e no crescimento do mercado, nos principais desafios e nas oportunidades de negócios. Essa edição também cobrirá vendas por canal por marca, assim como estudará as novidades em segmentos importantes de produtos para homens e para o couro cabeludo.

O estudo inclui um relatório específico dedicado ao Brasil, além de outros que analisam os mercados da América do Norte, do resto da América Latina, da Ásia, da Austrália e da Europa. Além disso, ele analisa diversas categorias de produtos, que são:


· Shampoos e Condicionadores

· Coloração

· Produtos de Estilização e Sprays

· Produtos de Texturização


Dentre essas categorias, as três primeiras vivenciaram crescimento significativo no Brasil, enquanto a última tem apresentado crescimento tímido devido à popularização do cabelo “natural” durante a pandemia.



Espera-se que, entre 2021 e 2026, o mercado profissional brasileiro de cuidados com o cabelo apresente uma taxa de crescimento anual composta superior a 7% a.a., apoiado principalmente sobre os canais de e-commerce e brick-and-mortar, enquanto os canais mais tradicionais recuperam os níveis pré-pandêmicos de vendas.

Para mais detalhes sobre o estudo global, leia a brochura aqui. Caso queira mais informações sobre mercado brasileiro de cuidados com o cabelo, ou tem interesse em obter o capítulo do Brasil, entre em contato direto com a Factor Kline:




VEJA NOSSAS REDES

  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Facebook - Black Circle

CATEGORIAS:

ARTIGOS RECENTES: