Fluídos Refrigerantes Automotivos: Análise do Mercado Global

As mudanças no cenário global de veículos estão impulsionando modificações nos sistemas de aditivos de fluídos refrigerantes e nos fluidos básicos.

No Brasil, espera-se que a demanda pelos fluidos refrigerantes alcance um volume total de mais de 40 quilotoneladas em 2027.

Em questão de tipos de produtos, o mercado brasileiro de fluidos refrigerantes é hoje dominado pelo mono-etileno glicol (MEG, do inglês mono-ethylene glycol), seguido pelo polietileno glicol (PEG, do inglês polyethylene glycol), seguido pela glicerina (GLY, de glycerine) – como pode ser visto no gráfico abaixo. Fluidos à base de água são pouco representativos nesse mercado.



Fonte: Kline Group; Factor Kline.

No caso das tecnologias envolvidas nos diferentes tipos de fluidos refrigerantes no Brasil, a Tecnologia de Inibidor de Ácido Orgânico (HOAT, do inglês Hybrid Organic Acid Technology) lidera o mercado, seguida pela Tecnologia de Inibidor de Ácido Orgânico (OAT, do inglês Organic Acid-Inhibitor Technology), seguida da Tecnologia de Ácido Inorgânico (IAT, do inglês Inorganic Acid Technology) e, com menor representatividade, a Tecnologia de Aditivo Orgânico Nitritado (NOAT, do inglês Nitrited Organic Additive Technology).

O novo estudo da Kline, “Oportunidades em Fluídos Refrigerantes Automotivos: Análise do Mercado Global” fornece uma análise compreensiva do mercado complexo de fluídos refrigerantes automotivos, abordando as mais recentes tendências de fluídos refrigerantes utilizados em veículos de combustão interna (ICEs), assim como em veículos elétricos (EVs). O estudo caracteriza-se como um ótimo recurso para comerciantes e fabricantes de fluídos refrigerantes construírem planos estratégicos e acompanharem a competição, as tecnologias emergentes, e as necessidades do mercado em evolução. O estudo também conta com uma projeção de cinco anos da demanda por uso final dos fluídos refrigerantes.

Além de possuir um capítulo específico para o Brasil, cobrindo desde a demanda de fluídos por aplicação e por tipo (MEG, PEG, GLY), até as tendências sustentáveis do mercado, o relatório analisa outras nove regiões: México, Estados Unidos, China, Japão, Índia, França, Alemanha, Reino Unido e África do Sul.




Para mais detalhes sobre o estudo, leia a brochura aqui. Caso queira mais informações sobre mercado brasileiro de fluídos refrigerantes ou tem interesse em obter o estudo, entre em contato com a Factor Kline:



VEJA NOSSAS REDES

  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Facebook - Black Circle

CATEGORIAS:

ARTIGOS RECENTES: