top of page

Economia Digital X Sustentabilidade:

Descubra o potencial do resfriamento por imersão em centros de dados


fundo azul com bolhas de ar e frase

Tradução do Artigo de Pooja Sharma, Gerente de Projeto do Setor de Energia do Kline Group


Dado o maior foco no controle do clima e na sustentabilidade, os centros de dados (data centers) ao redor do mundo estão trabalhando intensamente para desenvolver técnicas de resfriamento que consumam menos energia e água, criando oportunidades para uma tecnologia em rápido desenvolvimento: o resfriamento por imersão.


“Cerca de um terço até metade de toda a energia consumida em centros de dados é direcionado para sistemas convencionais de refrigeração e climatização”, disse Pooja Sharma, Gerente de Projetos do Setor de Energia da Kline. O impacto térmico de centros de dados é observado no consumo de água, uma vez que são necessárias toneladas de água para manter os data centers resfriados. No caso de centros de processamento de dados aplicados em inteligência artificial por empresas como a Open AI e a Google, esse consumo de água é ainda maior.


Existem 7.000 centros de dados espalhados ao redor do mundo, sendo que os Estados Unidos são responsáveis pela maior parcela deles – cerca de 40%. “À medida que o processamento de dados cresce junto da economia digital, há um imperativo por data centers de maior desempenho, mais inteligentes, mais eficientes energeticamente e sustentáveis”, diz Sharma.


A indústria está começando a se mover em direção a tecnologias alternativas na intenção de melhorar o gerenciamento térmico e reduzir o consumo geral de energia em centros de dados. De acordo com Sharma, “Fluídos de refrigeração podem ajudar a enfrentar esses desafios. Essa tecnologia oferece desempenho superior à outras tecnologias, gerando potencial de valor e oportunidades”. Isso é estudado no relatório Immersion Cooling Fluids in Digital Infrastucture, publicado pela Kline em Janeiro deste ano.


Os segmentos do mercado estão adotando a tecnologia de resfriamento por imersão em diferentes ritmos. Aproveitar-se desse espaço crescente exigirá uma proposta de valor atraente e específica para o setor, equilibrando as principais necessidades: desempenho, custo e sustentabilidade.


O maior desafio para os operadores dos centros de dados na mudança da refrigeração por ar para refrigeração por imersão é que a infraestrutura de refrigeração existente é depreciada mais rapidamente do que o planejado, o que tem um efeito negativo no ROI (do inglês Return On Investment, Retorno Sobre o Investimento) da nova instalação de refrigeração líquida. Ao mesmo tempo, o custo total da propriedade é menor, o desempenho da CPU/GPU é maior, e os benefícios ambientais são potencialmente enormes.


Para saber mais sobre essa tecnologia em ascensão, acesse aqui a brochura do estudo Immersion Cooling Fluids in Digital Infrastucture, que providencia uma análise extensa desse novo e intrigante mercado, além de uma visão geral do cenário do mercado, incluindo os fatores propulsores e a tendência de crescimento nos próximos cinco a dez anos. Você também pode assistir ao webinar apresentado por Sharma aqui.

Comments


VEJA NOSSAS REDES

  • Instagram - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
  • Facebook - Black Circle

CATEGORIAS:

ARTIGOS RECENTES: 

bottom of page